Eixos Temáticos

 

A Psicanálise em um mundo em transformação 

  • Limites e possibilidades da psicanálise no mundo atual.
  • Psicanálise e tecnologia, facilitações e dificuldades.
  • Imediatismo, intolerância e excesso de gratificação: repercussões no superego.
  • Psicanálise e neurociência, aproximações e distanciamentos.
  • O evento do WhatsApp no setting.
  • O advento do Skype, é possível tratamento “in absentia”?.
  • A cultura do narcisismo e a sociedade do Espetáculo, novos desafios à psicanálise?.
  • A Psicanálise e as novas formas de subjetivação.
  • Impacto das novas tecnologias na subjetividade (mundo virtual, mundo interno e mundo real).
  • Psicanálise e a fragilidade do Estado, repercussões no psiquismo.
  • Crise ética nas instituições, por onde anda o recalcamento?.
  • Violência, perversidade e terrorismo: o que a psicanálise tem a dizer sobre isso?.

 

Pensando a psicopatologia: a teoria e a clinica 

  • Psicopatologias atuais, modos de abordagem.
  • As novas enfermidades da alma.
  • Patologias narcisistas e as doenças do vazio.
  • Patologias do Falso self e a normopatia.
  • Por onde andam os neuróticos?.
  • Somatizações e doenças psicossomáticas, quando o corpo fala.
  • Compulsões e Adições, o ato em questão.

 

Reflexões sobre a teoria da técnica 

  • Avanços teórico técnicos em Ferenczi, Klein, Winnicott e Bion.
  • Pluralidade ou especificidade, uma ou mais teorias?.
  • Elasticidade da técnica e a plasticidade do analista.
  • Adaptação ou concessões na técnica psicanalítica.
  • Tradição x transgressão e as modificações no setting clássico.
  • Quando a teoria da sedução faz a diferença.
  • Quando a teoria da fantasia faz a diferença.
  • Novos tempos, novas necessidades ou a reedição do mesmo.
  • Psicanálise e a virtualidade, novas recomendações?.
  • Quando a palavra falta, desafio ao setting.
  • Os limites entre fantasia e realidade, quando o fato realmente aconteceu.
  • Historicidade, história psíquica e história material: implicações na clinica.
  • Acting x pensamento: que lugar ocupa a psicanálise.
  • Terapia psicanalítica e sua inserção no sistema de saúde: Adaptações na técnica.

 

Psicossexualidades 

  • A psicanálise e as novas configurações vinculares, consequências para o psiquismo.
  • A psicanálise e a multiplicidade de gênero.
  • A volta do co-leito, implicações no psiquismo das crianças.
  • A relativização do Complexo de Édipo.
  • Sexualidade abusiva e perversa.
  • Sexualidade e virtualidade.
  • Função materna e função paterna e a homoparentalidade.
  • Inseminação assistida e fertilização in vitro e o desejo de maternidade e paternidade.

 

Diretiva FLAPPSIP 2015-2017

Denise Martinez Souza – Presidente – CEPdePA – Brasil

Viviane de Freitas Souto – Secretária Geral – CEPdePA – Brasil

Adriana May Mendonça – Tesoureira – CEPdePA – Brasil

Doris Cwaigenbaum – Secretária Científica – AUDEPP – Uruguai

Juana Luisa Lloret – Vogal – CPPL – Peru